AGRISHOW 2022 BATE RECORDE DE NEGÓCIOS COM R$ 11,243 BILHÕES

A Agrishow 2022 – 27ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, encerrada na ultima sexta-feira (29/4), alcançou um recorde na realização de negócios. O valor foi de R$ 11,243 bilhões em vendas de máquinas agrícolas, de irrigação e de armazenagem.


A Agrishow, uma das maiores feiras do agronegócio do mundo, voltou a ocorrer depois de dois anos suspensa, em razão da pandemia causada pelo coronavírus. De acordo com os organizadores, a edição de 2022 contou com mais de 800 marcas do Brasil e do exterior, que fornecem para produtores rurais de todos os tamanhos

Em termos de visitação, a Agrishow 2022 recebeu um total de 193 mil pessoas, em sua maioria, produtores rurais de pequenas, médias e grandes propriedades de todas as regiões do País e também do exterior.


Para João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ), “essa foi a melhor feira de sua história, onde, inclusive, tivemos a oportunidade de apresentar a pujança do nosso setor e, em decorrência, as necessidades para o próximo Plana Safra. O Brasil precisa crescer e o crescimento está no agro”.


“Encerramos uma feira histórica saudando novamente a volta dos eventos presenciais, o olho no olho. A Agrishow trouxe toda a tecnologia do agro enfatizando a confiança de todos para que o Brasil siga crescendo em produtividade, sustentabilidade e como principal fornecedor de alimentos e produtos para o mundo”, afirma Francisco Matturro, Secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e presidente da Agrishow.


A próxima edição da Agrishow será de 1 a 5 de maio de 2023.


A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no País: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.


Os expositores da Agrishow 2022 – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, que se encerra nesta sexta-feira, dia 29, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, comemoram os bons resultados. Dos tratores gigantes, implementos agrícolas e máquinas menores, passando pelos equipamentos de irrigação, pecuária e construção, chegando aos setores de armazenagem, peças, energia solar, agricultura de precisão e insumos, o cenário é semelhante: prospecção e vendas acima das expectativas.


Na área de Irrigação, as empresas celebram o volume de negócios registrados, como a Irriga Brasil, que espera faturar R$10,5 milhões: R$2,5 milhões em negócios fechados até hoje, sexta-feira (29), e R$8 milhões em transações comerciais que estão prospectadas pelo departamento de vendas da empresa para os próximos meses. Esse volume é 50% maior se comparado à última edição em 2019. No segmento da pecuária, a estreante a Gelgás espera fechar R$ 5 milhões em vendas. Destes, R$ 3 milhões já acontecerão apenas durante os 5 dias de evento.

As empresas de energia solar compartilham esse otimismo. A PHB Solar está com mais de 150 visitas técnicas pré-agendadas e espera duplicar esse volume até o fim da feira. Já a Dinâmica de São Carlos conta com mais de 200 visitas técnicas agendadas.


No setor de equipamentos para construção, a XCMG Brasil vendeu até quinta-feira (28/04) 220 equipamentos. Segundo Renato Torres, diretor Comercial da empresa, “a previsão é dobrar esse número no pós-feira”, adiantou.


Os números são positivos também na agricultura familiar. “Tínhamos altas expectativas de vendas com a retomada da feira presencial e elas foram superadas em até 40%”, ressaltou Pedro Quevedo, gerente de vendas no Brasil da Husqvarna. “Apostamos em produtos mais tecnológicos e sustentáveis como novidade”.


Um aumento de até 10% na comercialização de tratores e cultivadores motorizados está dentro do balanço parcial da Agritech Lavrare, segundo o coordenador de marketing Cesar Roberto de Oliveira. “As negociações e fechamentos continuam após o encerramento da feira, então esse número deve crescer ainda mais, estamos otimistas”, afirmou.

A Drop, fabricante de máquinas para aplicação de biológicos em soja e outros equipamentos de precisão, comemora o resultado: “vendemos o equivalente a 12% do nosso faturamento anual somente nessa semana de Agrishow”, disse o CEO da empresa de Piracicaba (SP), Franz Arthur Pavlu.

Já a Silomax, especializada em beneficiamento de sementes, ouviu e cadastrou quase 100 produtores para criar seus projetos. “Isso significa que cerca de 35% do nosso faturamento anual vai sair dos negócios iniciados aqui na Agrishow”, disse Wesley de Carvalho, gestor de projetos da empresa.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no País: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.


Fonte: Agrishow/Marketing Agro Metal Mecânica

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo