MERCADO DE BIOMETANO ENTRAM NA MIRA DE RAIZEN E PETROBRAS

As duas empresas vão analisar potenciais negócios envolvendo produção, compra e venda do biogás.

A Petrobras e a Raízen anunciaram parceria na terça-feira 14. Na mira dos dois gigantes do setor de combustíveis, o mercado de biometano.


O acordo servirá “para avaliar, em conjunto, potenciais negócios envolvendo produção, compra e venda de biometano, combustível 100% renovável e produzido pela Raízen a partir de resíduos da cana-de-açúcar, gerados na operação agroindustrial dos bioparques de energia da companhia”, informa uma nota da Petrobras. “A parceria prevê também estudos para o desenvolvimento de soluções de logística de entrega do biometano, que viabilize sua utilização nas operações de refino da Petrobras.”


A primeira fábrica da Raízen focada nesse combustível foi inaugurada em 2020. A produção de gás de origem renovável faz parte das estratégias de sustentabilidade da empresa.


“Somos uma das empresas pioneiras no uso de resíduos de processos industriais para a produção de energia renovável em escala comercial, aplicando o modelo de economia circular em nossos 35 parques de bioenergia”, afirmou Ricardo Mussa, CEO da Raízen. “Acreditamos no potencial da cana para a geração de inúmeras soluções em energia, e a produção de biometano é um importante passo para acelerar a transição energética no país.”

De acordo com a Petrobras, “o biometano tem o potencial para reduzir em mais de 90% as emissões diretas de gases de efeito estufa ao substituir combustíveis fósseis”. Na visão da empresa, o produto é um substituto para gás natural, diesel e GLP.


“Esse projeto é uma oportunidade de conectar a produção de biometano renovável com a produção de combustíveis e produtos de refino de alta qualidade que, dessa forma, serão obtidos com menores emissões de carbono”, afirmou José Mauro Coelho. A parceria Petrobras e Raízen “reforça nosso compromisso em buscar oportunidades econômicas e sustentáveis que combinem geração de valor e baixo carbono, oferecendo produtos de melhor qualidade e eficientes do ponto de vista ambiental”.


MAS A FINAL O QUE É BIOMETANO?


Antes de você compreender de fato o biometano, é preciso compreender o que é o biogás. Com a necessidade de diversificação da matriz energética brasileira, o biogás tornou-se uma fonte alternativa que foi incentivada para suprir essa demanda. Isso devido o aumento do custo da energia elétrica no Brasil.


Essa geração de energia parte da gestão de resíduos feita por meio da criação de animais, propriedades rurais ou que são produzidos nas cidades – chamados de Resíduos Sólidos Urbanos (RSUs). Essas ações transformam um passivo ambiental em um ativo energético, o que diminui os custos de energia e os impactos negativos no meio ambiente.


Devido a esse processo, o biogás também pôde dar abertura a mais uma alternativa sustentável: O biometano. Este biocombustível verde, que surge através do biogás pode ser convertido para uso a partir do processamento de produtos, resíduos orgânicos e também de aterros e esgoto. Desta forma, descobrimos o que é o biometano e como sua proposta vem se desenvolvendo em prol de cidades mais limpas. Sobretudo reduzindo custos em diversos âmbitos, e assim, movimentando uma economia mais sustentável.


Biometano, a grande aposta da mobilidade sustentável para cidades inteligentes

Com os grandes índices de poluição do ar devido a alta emissão dióxido de carbono, considerado um Gase de Efeito Estufa (GEE), liberado pelo excessivo tráfego de veículo movidos à gasolina,diesel e o gás natural veicular, que são combustíveis fósseis (derivados do petróleo). o biometano é uma solução viável capaz de minimizar este problema. Feito a partir da conversão do biogás, este biocombustível gasoso com grande quantidade de metano em sua composição, tem inúmeros benefícios em comparação com o combustível fóssil, veja:


É uma solução inteligente para gestão de resíduos orgânicos;

Pode ser produzido localmente, o que reduz grandes extensões de construção de linhas de gasodutos;

Evita a poluição pelo dióxido de carbono, minimizando os efeitos dos gases de efeito estufa;

Tem custo justo para o consumo da energia;

De acordo com a resolução da 08/2015 da Associação Natural de Petróleo (ANP)a comercialização do biometano é permitida para uso de gás veicular (GNV) e para instalações residenciais destinado ao uso de gás veicular (GNV) e às instalações residenciais e comerciais;

Fomenta uma economia mais sustentável;

Melhora a qualidade de vida por reduzir o lançamento de metano na atmosfera, reduzindo os impactos no avanço do aquecimento global;


Potencial brasileiro de produção de biometano

O território brasileiro é favorável para a produção de biogás, e portanto, de biometano. Com isso, o Panorama de Tecnologias Aplicadas no Agronegócio de Biogás e Biometano, estudo disponibilizado pelo CIBiogás, trouxe alguns dados sobre as unidades de produção. A publicação apresenta que 60% dessas unidades localizam-se em propriedades rurais, mostrando o desempenho da atividade de produção de proteína animal que são realizadas via digestão anaeróbia.


De acordo com o Panorama do Biogás no Brasil, o estudo desenvolvido pela ABiogás mostrou em 2018 que o Brasil é o maior potencial de produção de biogás do planeta com aproximadamente 84,6 bilhões de metros cúbicos/ano. Nestes números, a produção de biometano é a aplicação energética principal em seis cidades brasileiras, sendo elas: São Pedro da Aldeia – RJ, Patos de Minas – MG, Foz do Iguaçu – PR, Fortaleza – CE, Concórdia – SC, Franca – SP.


O estudo também transcorre sobre as experiências envolvendo o biogás no sul do Brasil, onde há aproximadamente 36% de plantas em operação ou reforma. O número representa 3% do total de biogás produzido no país.

Entre os substratos estudados, a implantação atingiu 114 unidades produtivas que concentram aplicações relacionadas ao aproveitamento térmico, elétrico ou biometano.


Biometano e os resíduos sólidos urbanos

Os municípios médios e grandes, com aterros sanitários, podem partir para esta estratégia para produzir o próprio combustível. De acordo com a Abiogás, em 2018 cerca de 91% dos resíduos sólidos urbano (RSU) gerado no Brasil foi coletado, sendo que apenas 59% teve a destinação que permite o recolhimento do biogás, já que a maioria dos aterros sanitários queimou a céu aberto o biogás captado, número que poderia ser convertido em em 7.230 GWh de eletricidade ou biometano suficiente para substituir mais de 2 milhões de litros de diesel. Os números surpreendem. Para se ter uma ideia, o potencial de biometano do país neste mesmo ano, chegou a 2,1 bilhões de Nm³/ano.


Biometano – Desafios e Oportunidades

As oportunidades para o biometano são desafiadoras. Com a atenção do Governo Federal, às novas políticas para aumentar a procura de alternativas mais agradáveis ao meio ambiente são estimuladas. Desde o lançamento do “Novo Mercado de gás” em meados de 2019, o biometano está em constante discussão juntamente com o gás natural.


O programa visa a democratização do gás no Brasil sem a participação efetiva da Petrobrás. Como o biometano é um composto análogo ao gás natural, é justo que as suas possibilidades também sejam exploradas, uma vez que o biometano é regulamentado pela Resolução ANP n°8/2015 e da Resolução ANP n° 685/2017. Aguardamos o desenvolvimento deste cenário, a fim de progredir perante ao crescimento econômico, natural e sustentável por meio do biogás.


MARKETING AGRO METAL MECÂNICA

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo